Navigation Menu

Sete Minutos Depois da Meia-Noite, Patrick Ness

Fonte: Autoria Própria.


Sete Minutos Depois Da Meia-Noite é um livro escrito por, Patrick Ness. Foi publicado em 2016 pela Editora Novo Conceito. Possui 159 páginas. Minha avaliação para ele é: 5,0.

Conheci Sete Minutos Depois da Meia-Noite, após uma longa conversa com um amigo que conheci no meio literário. Mencionamos livros que desejamos e os que havíamos lido recentemente. Mas então ele falou sobre este livro, disse que a mensagem presente na história era muito bonita, porém triste e que certamente eu iria gostar. Os argumentos usados por ele foram suficientes para me deixar bastante curioso em relação ao livro, afinal, o que aquela história poderia ter de tão bonito e ao mesmo tempo triste? 

- Mas o que é um sonho, Conor O´Malley? - perguntou o monstro, abaixando-se para que seu rosto ficasse próximo ao do menino. - Quem pode dizer que a vida é que não é um sonho? Página: 31.

Ao dar uma rápida pesquisada na internet descobri, que o livro havia sido publicado pela editora que eu possuía parceria e rapidamente solicitei. Para completar, tomei conhecimento que a obra seria adaptada para o cinema e pelo pouco que vi do trailer, gostei bastante. (Mas isso é assunto para uma futura postagem). Nas primeiras páginas de Sete Minutos Depois da Meia-Noite, o autor explica que a ideia deste conto não partiu apenas dele, mas também de uma autora da qual admira muito e que infelizmente faleceu no ano de 2007. Pelo que entendi Siobhan Dowd já havia publicado alguns livros com temática juvenil, e que fizeram bastante sucesso no mercado literário. Ela acabou deixando uma nova ideia para uma história bem no começo, incluindo personagens e cenários. Patrick Ness foi convidado para dar continuidade a essa história, ou seja, transformar a ideia ainda bem no começo em algo completo; e em minha humilde opinião ele o fez muito bem...

Às vezes as pessoas precisam mentir para si mesmas acima de tudo. Página: 52.

Conor é um garoto com apenas treze anos. Mas apesar da pouca idade já enfrenta muitos problemas, entre eles: a separação dos pais, a doença que sua mãe vem tentando se curar através de tratamentos médicos e a sensação de invisibilidade que quase todos no colégio os fazem sentir ao ignorá-lo... Esses fatos só são apresentados a nós, leitores algumas páginas depois, pois o que realmente presenciamos na primeira página é o encontro do garoto com um monstro.

- Nem sempre há um mocinho. Nem sempre há um bandido. A maioria das pessoas ficam no meio-termo. Página: 53.

A criatura monstruosa começa a surgir todos os dias a exatamente sete minutos depois da meia-noite, mas não consegue assustar Conor, afinal, para o garoto ele é apenas um enorme teixo (uma espécie de arvore) com vida própria, e que acredita ser apenas fruto de sua fértil imaginação, ao menos no começo. Mas se a aparência do monstro não o assusta, o mesmo não pode ser dito em relação ao que ele começa a dizer... O garoto ouvirá dele três histórias que se passaram em tempos distintos do atual, mas ambas envolvem o teixo. Por fim, o monstro diz que a quarta e ultima será contada por Conor e que ele sabe muito do que ele está falando. Em contrapartida, o garoto se mostra confuso e sem nenhum conhecido do que possa vir a ser a quarta história. A princípio acredita que o monstro possa vir a ser uma solução para os tantos problemas que vivencia, ou talvez não...

- Você pode ter a raiva que quiser - afirmou ela. - Não deixe que ninguém lhe diga o contrário. Nem sua avó, nem seu pai, nem ninguém. E, se você precisar quebrar as coisas, então, por Deus, quebre as com vontade. Página: 130.

As histórias são contadas, e por mais que Conor não pareça compreender as mensagens presentes nelas, elas estão ali, basta ele se dedicar um pouco mais para compreendê-las. Novas coisas acontecem na vida do jovem garoto e ele se mostra firme ao lidar com elas. Mas a cada página pude sentir que o que ele tanto temia estava se aproximando e de fato acontece. Deste ponto em diante a história ganha maior intensidade, o garoto começa a entender o que custou a querer ver, a verdade. E é impossível para o leitor também não se por no lugar dele, de não se imaginar vivenciando a situação que ele passa, ou seria melhor dizer, as inúmeras situações dolorosas que ele vivencia? 

- Você não escreve sua vida com palavras - explicou o monstro. - Você escreve com ações. O que você pensa não é tão importante. Só é importante o que você faz. Página: 149.

Recomendo que todos deem ao menos uma oportunidade a este livro. Claro, podem criar uma opinião totalmente diferente da minha, mas existe algo neste conto que me faz considerá-lo único e especial. A história me fez refletir durante horas sobre algo que não só o protagonista fez, mas que muitas vezes nós também fazemos, que é fugir de algo que não desejamos, da dura, porém necessária realidade a ser vivida. Sete Minutos Depois da Meia- Noite, é uma obra com altas dosagens de aventura, mistério e drama. É um livro do qual nunca vou querer me desfazer, pois sempre que o pegar em minha estante vou recordar da mensagem, triste, bonita e valiosa que ele me proporcionou. Seja qual for o dilema, a verdade sempre prevalece e ela tem que ser encarada de forma firme. Pois na maior parte das vezes são situações assim que nos fazem crescer, nos tornando mais fortes ou simplesmente coisas das quais teremos que de certo modo aprender a superar. 



25 comentários:

  1. Acho que a sua é a segunda resenha que leio desse livro e estou cada vez mais animada para começar a leitura. Tenho ele na minha fila e já gostei da premissa logo que li a sinopse. Ah, gostei dos quotes que você colocou no post, muito bem escolhidos, ao que parece. =)

    Um bj,
    Aline - Livro Lab

    ResponderExcluir
  2. EU NECESSITO DESSE LIVRO!
    Já ouvi vááários elogios e agora com o filme, vai ser mais sucesso ainda.
    Adorei a resenha, me deixou empolgada.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Quando a NC lançou a livro, o título desse livro logo chamou a minha atenção e fiquei bem curiosa para saber mais sobre esse livro, e descobri que vai virar filme, fui logo ver o trailer e achei super bacana.
    Parabéns pela resenha, ficou 10
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  4. Parece ser muito bom, mas e a preguiça de ler? HAHAHAHAHA :(

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ah, e quando fizer seu document your life me passa que eu quero ver :D

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Diante de todos os desastres na vida do personagem, não podemos mesmo julgá-lo! Eu achei a resenha bem legal, vou anotar aqui nas minhas próximas leituras :D

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Renato.
    Eu quero muito ler esse livro. Pelas resenhas que li até agora, eu vou amar ele. Adoro esse tipo de livro que passa uma grande mensagem através de uma fantasia. Eu também, vi o trailer e assim que terminar de ler eu vou querer assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Renato, que resenha linda e sensível, assim como a história do livro! Postei resenha dessa obra hoje mesmo, e concordo totalmente com você. Esse é um livro único e especial. Não estava esperando por uma leitura tão tocante. É o tipo de livro que a gente fica parado pensando após terminar a leitura. Foi o que fiz também, além de derramar uma lágrima ou outra haha. Um livro que passa uma mensagem triste e bonita ao mesmo tempo ♥

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie Renato =)

    Esse foi o último livro que li no ano passado, mas confesso que apesar de achar a história em um todo tocante, não consegui me sentir tão cativada por ela e seus personagens.

    Gostaria de ter me emocionado com a obra como vi várias pessoas se emocionando, mas infelizmente comigo ela não funcionou tão bem.


    Beijos;***

    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Gostei da tematica do livro, mais um para a minha lista dos livros que vou ler esse ano. Valeu por me apresentar mais está obra!
    -
    (Aqui sua amiga Jéssica Ravena)

    ResponderExcluir
  11. Sou louca pra ler esse livro! Muita gente disse que nao gostou do final, mas quero ler msm assim!
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Renato!
    Esta é a segunda resenha que leio, hoje. Não tenho uma vontade desesperadora de ler este livro, mas nutro certa curiosidade por ele. Soube da existência dele recentemente, e poucos dias depois, soube que havia sido adaptado. Não sei até que ponto o filme conseguirá ser fiel, mas irei ler o livro antes, não sei quando, infelizmente.
    Fico contente que tenha gostado. Isso me anima.
    P.S.: Leia "Passarinho". Creio que vai gostar. É um drama lindo e emocionante. Fico feliz que tenha realmente gostado da minha resenha. Eu quis tocar cada leitor e permitir que se interessasse pelo livro. Espero ter conseguido. Hehe
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leandro.
      Espero que consiga ler o quanto antes. Gostei bastante da história, achei muito reflexiva.

      Excluir
  13. Oi, Renato.
    Ultimamente, também estou lendo várias resenhas a respeito desse livro e estou ficando bastante empolgado para iniciar a leitura.
    Acho a premissa bem bacana e, se passa uma linda mensagem, com certeza vou adorar.
    Também soube da adaptação, mas ainda não conferi nada sobre o filme.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sávio.
      Pois é, possui um premissa bem bacana mesmo. A história passa uma mensagem muito linda, sim. Recomendo que assista ao filme, depois de lê o livro.

      Excluir
  14. Adorei o seu ponto de vista sobre o livro, de fato ele parece nos dar muito o que pensar!

    Beijo, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sté!
      Sim, é um conto breve, mas que nos deixa com muitas coisas a se refletir.

      Beijos.

      Excluir
  15. Oi Renato!
    Você acrescentou mais um livro para minha lista de desejados, gostei muito do seu ponto de vista. Obrigada pela dica

    Diavagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aline!
      Fico muito feliz que tenha gostado. Pode lê sem medo, tenho certeza que vai adorar e se emocionar com este livro.

      Excluir
  16. Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas a história parece ser boa e do tipo que gosto.

    Blog Marcy Moraes

    ResponderExcluir
  17. Oi Renato,
    Li o livro e gostei bastante, para mim foi algo além do que esperava da história.
    Muito reflexivo e fala de um tema bem complicado.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  18. "Às vezes as pessoas precisam mentir para si mesmas acima de tudo", que frase forte! Curti muito o título, o livro parece ser a minha cara (bem o tipo de coisa que gosto de ler risos).

    www.blogdasmaniasdegarotos.com.br

    Mega abraço!

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Nossa, de primeira esse é um tipo de livro que provavelmente eu não leria, mas sua resenha me deixou interessada! Apesar da pouca idade do protagonista, não parece ser um livro infantilizado. Bacana!

    Abraços, https://devaneiosdeslocados.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Eu tô bem curiosa pra ler esse livro, a capa me instigou bastante e ele parece ser mto belo. Será que o filme vai ser bom? Pelo trailer parece ser divertido. Adorei o post.

    ResponderExcluir